Sábado, 10 de Novembro de 2007

Alguns conceitos teóricos....=)

Olá Pessoal! Como estão a correr os vossos projectos?
=)
Bem... neste post, vamos definir alguns conceitos sobre o nosso tema!Assim vamos colocar mais informações sobre o nosso projecto que ajudará na compreensão global dos diferentes assuntos tratados.

 

No seio de qualquer contexto social, há normas que disciplinam o comportamento individual.
Contudo, a presença de tais normas implica, inevitavelmente, a ocorrência de comportamentos desviantes que violam essas mesmas normas, criando alguns problemas como o não respeito pela propriedade, jovens delinquentes etc...(...). Por vezes, o termo "DESVIO" traz à mente imagens de sofrimento e de marginalização.
Neste contexto, podem surgir comportamentos de rebeldia, ou seja, comportamentos contra os valores estabelecidos; comportamentos de indiferença, em que não existe qualquer participação na vida da sociedade; conflitos, onde se manifestam situações que transformam a vida social e as suas estruturas.

Num bairro social, onde se encontram agregadas população de diferentes etnias, na sua maioria com problemas económicos, é constante a presença de anomia social, que se traduz numa ausência de pontos de referência e valores, que vai desfazer o laço entre o individuo e a colectividade, ou seja , entre o indivíduo e a população envolvente. É, de facto, com esta anomia que surgem alguns dos comportamentos desviantes, podendo dar origem a uma " revolta " contra a sociedade!

Estes comportamentos tem muita incidência junto dos jovens, que se revoltam contra a vida que têm, podendo gerar um certo tipo de delinquência.

 

                    

 

 

Apresentam-se, de seguida, algumas citações de Carlos Humberto, membro de uma juventude partidária portuguesa:

"(...) Os problemas, os novos e os velhos, o emprego/desemprego, as condições sociais, a habitação, a ocupação dos tempos livres, o confronto com uma sociedade violenta e angustiada, são situações que marcam e traumatizam as novas gerações. A instabilidade e a revolta juvenil são uma realidade.(...) Cresceu a marginalidade juvenil, particularmente ligada ao mercado das drogas, cujo consumo se alargou. O consumo de bebidas alcoólicas aumentou significativamente e a tendência não é para a sua diminuição.(...)

A sociedade "obriga", "empurra" os jovens para o individualismo, para o consumismo e para a agressividade.(...)"

 

Texto integral em:

www.pcp.pt/publica/militant/229/p34.html

 

UaU!!:

Published by BAAM às 15:43
link do post | comenta!! | favorito

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007