Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Relatório da visita sobre o nosso projecto

Voltámos ao trabalho!

 

 

No passado dia 11 de Dezembro de 2007, realizámos uma visita de estudo a Belém (Lisboa), mais concretamente ao centro Jacques Dellors e ao Padrão dos Descobrimentos.

Esta visita abarcou conteúdos das disciplinas de Economia, Geografia, Área de Projecto e Sociologia.

Bem, mas qual é a relação com o nosso projecto (A Marginalidade num bairro social)?

É a isso que vamos tentar responder. Para tal, vamo-nos centrar no documentário “Lisboa, cidade com alma”, que visionámos no Padrão dos Descobrimentos. Para vos facilitar a compreensão sobre o assunto a que nos vamos dirigir, vamos fazer um breve resumo do documentário.

Em primeiro lugar, é importante referir que se trata de um documentário de propaganda turística, em que é contada, de forma sintetizada, a história da cidade de Lisboa, apontando apenas e somente aspectos positivos da mesma.

Lisboa é uma cidade com fluência turística e imigrante o que a torna uma cidade multi-cultural.

   Essa vertente é visível em termos de desenvolvimento e gestão do espaço , e na  preservação dos chamados “bairros típicos” e antigos  desta cidade.

   Estes pontos são focados no documentário na medida em que é narrada a história de Lisboa, desde a sua origem, passando pelos seus piores momentos (como o terramoto de 1755 e as invasões francesas) até a exaltação da sua multiculturalidade, como os lugares nela existentes.

   Através do visionamento do documentário podemos enquadrá-lo no nosso trabalho da seguinte forma.

   Achamos que é importante  valorizar o património histórico das cidades, mas  mais importante que isto, é gerir os fundos para melhorar a qualidade de vida dos bairros sociais  e aproveitar todos os dados que demonstrem que é nos jovens que a marginalidade é mais patente, para com isto, tentar criar espaços para evitar que estes jovens, estejam em contacto com o lado negro que existe em todas as cidades portuguesas. Este documentário é bastante interessante na medida em que, valoriza o nosso país criando um fluxo turistico mais intenso levando-nos a uma posição mais influente na europa.

Mas, não nos podemos esquecer, dos jovens que se sentem abandonados, discriminados e que, ao ver esse documentário, poderáo sentir-se renegados pelo país e tomar acções que possam denegrir a imagem da cidade, vandalizando espaços públicos e monumentos, como forma de afirmar  as suas ideologias.

 Mesmo que sem terem a noção, os produtores do documentário podem ter criado algo que faça esses jovens revoltarem-se contra a sociedade, tentando denegrir a imagem da cidade, provocando os ditos comportamentos desviantes. É importante que nós tenhamos em mente que existe um lado negro da vida e que a população que dele faz parte não deve ser ignorada mas sim ajudada.

 

 

UaU!!:

Published by BAAM às 17:48
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.arquivos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007